Você está aqui:Início-Max

Sobre Max

Esse autor ainda não preencheu quaisquer detalhes.
So far Max has created 25 blog entries.

Febrasgo realiza 1º Webinar

Febrasgo realiza 1º Webinar para pacientes sobre os impactos da Covid-19 na Saúde da Mulher

Iniciativa abordará efeitos da pandemia na gestação, vida sexual, climatério e outros aspectos relativos a diferentes fases da vida da mulher

 

São Paulo, abril de 2020. No próximo dia 05/05, às 18h, a Febrasgo (Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia) realizará webinar gratuito para discorrer sobre os Covid-19 e Saúde da Mulher em diferentes fases de sua vida. A iniciativa discutirá impactos da atual pandemia de coronavírus na contracepção, gestação, climatério, reposição hormonal, vida sexual, além de outros vieses.

 

O webinar contará com a presença do presidente da Febrasgo, o Dr. Agnaldo Lopes. Ao lado dele estarão Dr Cesar Eduardo Fernandes (Diretor Científico), Dr. Sérgio Podgaec (Diretor Administrativo), Dr. Olímpio Barbosa de Moraes Filho (Diretor Financeiro) e Dr. Maria Celeste Osório Wender (Diretora de Defesa e Valorização Profissional). Para complementar as informações trazidas pelos médicos, os espectadores poderão interagir enviando suas perguntas e comentários sobre os conteúdos debatidos.

 

Para acomodar maior volume de pessoas interessadas, o webinar ocorrerá simultaneamente nos canais Youtube e Facebook da Febrasgo, possibilitando maior número de acessos.

 

WEBINAR – Covid-19 e a Saúde da mulher

Data: 05/Mai – 18h

Locais:

  • Febrasgo no Youtube

Link para acesso: https://bit.ly/35i6rWv

  • Febrasgo no Facebook

https://www.facebook.com/febrasgo/

Febrasgo realiza 1º Webinar2020-05-01T12:22:20-03:00

Coletivo de profissionais lança plataforma gratuita com informações personalizadas de nutrição para ajudar brasileiros na quarentena

Resultado de um esforço conjunto de nutricionistas e profissionais de tecnologia e design,
em um movimento pelo bem comer, a ferramenta digital Nutricuca usa metodologia
de microlearning para ajudar as pessoas a se alimentarem melhor

A partir de agora, qualquer pessoa que tenha acesso a um smartphone ou a um computador pode contar com as orientações de nutrição da Nutricuca.

A pesquisa Tracking Covid-19, Alimentação e Bem-estar — realizada pela RGNutri em parceria com a Tech.Fit — é um dos termômetros. Em um universo de 494 pessoas, de todas as regiões do Brasil, entre homens e mulheres de 18 a 65 anos, 43% dizem que a qualidade da sua alimentação piorou. Por meio de questionários eletrônicos, aplicados entre os dias 1 e 7 de abril, 34% responderam que estão se alimentando pior, e 9% qualificaram sua alimentação como “muito pior”. Além disso, 66% disseram que todas as suas refeições estão sendo preparadas em casa.A plataforma usa essa metodologia de microlearning. Por meio de jornadas lúdicas, personalizadas e interativas, com duração de cerca de 5 minutos, a ferramenta faz uma anamnese dos hábitos alimentares do usuário e, a partir daí, interage com ele para fornecer as melhores informações nutricionais. Neste período de isolamento domiciliar, as 3 primeiras jornadas incluem, entre outras coisas, testes de conhecimento sobre alimentos que reforçam o sistema imunológico, erros e acertos cometidos na rotina de confinamento, além de dicas sobre o assunto.O conteúdo da Nutricuca será ampliado semanalmente, sempre abordando um novo tema alimentar. “Usamos técnicas do universo de games e inteligência artificial para tornar toda essa experiência bem interativa”, comenta Tchê. Além de testar o conhecimento das pessoas e fornecer informações respaldadas por especialistas, Nutricuca vai gerar métricas a partir da interação com os usuários. “Será possível conhecer detalhes, como o nível de consciência do brasileiro sobre alimentação, o grau de preocupação com o assunto, a principal dificuldade para se alimentar bem e, até mesmo, o prato predileto durante o confinamento”, conclui.

Para as pessoas que se interessarem em mergulhar mais no mundo da alimentação, o projeto indica conteúdos complementares, com links e vídeos. Além disso, há informações de instituições sociais ligadas à alimentação para aqueles que queiram contribuir, como o Saúde Criança.

Coletivo de profissionais lança plataforma gratuita com informações personalizadas de nutrição para ajudar brasileiros na quarentena2020-04-30T19:49:48-03:00

Hábitos Saudáveis para Crianças

Importância de Hábitos Saudáveis

Todos nós sabemos que as crianças precisam de cuidados especiais em vários aspectos de sua vida.

A higiene é um desses importantes aspectos e garante, entre outros benefícios, uma mais efetiva proteção contra doenças.

Lavar as Mãos

Lavar sempre as mãos é, sem dúvida, o principal ponto quando falamos de higiene, seja a higiene das crianças, seja a dos adultos.

Nossas mãos entram em contato com uma grande quantidade de superfícies, as quais podem estar contaminadas.

Ao colocarmos nossas nãos na boca, no nariz, nos olhos ou mesmo nos alimentarmos sem a adequada limpeza das mãos, podemos permitir que agentes causadores de doenças entrem em nosso corpo.

Cortar as Unhas

Como sabemos, muitas crianças constantemente estão brincando com terra, lama e animais de estimação, por exemplo.

Essas situações podem permitir que organismos causadores de doenças fiquem embaixo das unhas, caso elas não estejam bem cortadas.

Um Bom Banho

Tomar banho é também fundamental para garantir a limpeza do nosso corpo.

No caso das crianças, uma atenção redobrada deve ser dada, uma vez que o suor pode ser responsável por promover alergias na pele e assaduras.

Além disso, durante as brincadeiras, é constante o contato com superfícies que podem conter micro-organismos causadores de doença.

Escovar os Dentes

Escovar os dentes e passar o fio dental são hábitos de higiene que devem ser realizado por crianças e pessoas de todas as idades, sendo esse um cuidado básico para garantir a saúde bucal. Os dentes devem ser escovados pelo menos três vezes ao dia, preferencialmente após as refeições e antes de dormir, e o fio dental deve ser utilizado diariamente.

Sempre usar Roupas Limpas

Vestir roupas limpas também diz respeito à higiene infantil.

Deve-se sempre trocar a roupa da criança após o banho e nunca se deve repetir a roupa íntima. Meias sujas também não devem ser utilizadas.

Fonte: brasilescola.uol.com.br

Hábitos Saudáveis para Crianças2020-04-29T18:47:41-03:00

O que é AIDS?

O que é AIDS?

Aids é uma doença crônica causada pelo vírus HIV, que danifica o sistema imunológico e interfere na habilidade do organismo lutar contra outras infecções (tuberculose, pneumocistose, neurotoxoplasmose, entre outras).

Qual é a diferença entre HIV e Aids?

HIV é a sigla em inglês do vírus da imunodeficiência humana (human immunodeficiency virus), que é o causador da Aids.

O HIV é uma infecção sexualmente transmissível, que também pode ser contraída pelo contato com o sangue infectado e de forma vertical, ou seja, a mulher que é portadora do vírus HIV o transmite para o filho durante a gravidez, parto ou amamentação.

As Causas.

Os cientistas acreditam que um vírus similar ao HIV ocorreu pela primeira vez em algumas populações de chimpanzés e macacos na África, onde eram caçados para servirem de alimento.

O contato com o sangue do macaco infectado durante o abate ou no processo de cozinhá-lo pode ter permitido ao vírus entrar em contato com os seres humanos e se tornar o HIV.

Fonte: minhavida.com.br

O que é AIDS?2020-04-29T00:08:11-03:00

O que é Covid-19 seus sintomas e como previnir?

Qual a gravidade do vírus?

A gravidade da doença depende do grupo de risco afetado. Pessoas jovens e saudáveis podem apresentar sintomas leves e moderados, que se assemelham ao de um resfriado, ou até mesmo terem casos assintomáticos.

Quais os principais grupos de risco?

De acordo com estudos publicados, os mais vulneráveis ao novo Coronavírus são pessoas idosas ou com condições pré-existentes, como problemas respiratórios ou diabéticos.

Por não estar no grupo de risco os sintomas serão mais leves?

Por mais que muitos dos casos da COVID-19 sejam leves e assintomáticos em pessoas jovens, essa população não está 100% imune contra o vírus. Autoridades americanas relataram que uma porcentagem significativa das internações graves em hospitais por causa de Coronavírus é de pessoas entre 20 e 50 anos. Mesmo que os casos não necessitem de internação, o respeito ao período de quarentena ajuda a impedir a disseminação do vírus.

Qual a mortalidade?

Os números sobre a taxa de mortalidade da COVID-19 são incertos. Segundo a OMS, na China, a taxa chegou a 3,5% na China e 1,5% fora dela.

Mas esse número pode variar bruscamente por alguns motivos: proporção da faixa etária da população, medidas para contenção do vírus, quantidade de casos que são realmente reportados às autoridades competentes e o quão livre o sistema de saúde está livre para receber os casos mais graves.

Por isso é importante que todos tenham a consciência de que apenas casos graves e de grupos de risco (idosos, imunossuprimidos, hipertensos, diabéticos, gestantes) devem ser priorizados.

Sobre a prevenção:

Como o vírus é transmitido de pessoa para pessoa, o chamado distanciamento social é importante para desacelerar a proliferação do vírus.

Evitar o contato com outras pessoas em lugares fechados ou aglomerados ajuda a frear a disseminação. Caso seja inevitável sair de casa, algumas medidas como não pegar transporte público em horário de pico, não cumprimentar com beijos, abraços ou apertos de mão, manter uma distância de pelo menos 2 metros das outras pessoas ajudam a diminuir a contaminação.

Além disso, é importante evitar o contato com superfícies de locais públicos e lembrar de higienizar as mãos com álcool em gel logo após.

Fonte: dasa.com.br

O que é Covid-19 seus sintomas e como previnir?2020-04-27T14:15:52-03:00

Hábitos para manter a saúde mental na quarentena

Durante uma quarentena é normal que a pessoa possa se sentir isolada, ansiosa e frustrada, principalmente se não tiver amigos ou família por perto, acabando por afetar sua saúde mental.

1. Crie rotinas
Criar uma rotina semelhante ao que se fazia antes, principalmente quando na quarentena é ainda preciso estudar ou trabalhar, é fundamental. Isso porque, pelo fato de se estar constantemente em casa, é comum que a pessoa acabe por não ter tanta vontade de realizar essas atividades.

2. Coloque seus planos no papel
É comum que existam planos e ideias que nunca saíram do pensamento e, por isso, a quarentena pode ser um bom momento para que esses planos sejam colocados no papel e, se possível, também sejam colocados em prática. Isso porque mesmo que a pessoa tenha que trabalhar durante o dia, não há tempo gasto em deslocamento, por exemplo, e esse tempo “extra” pode ser aproveitado para iniciar um novo projeto ou retomar um que esteja parado.

3. Experimente novas atividades
A quarentena também é um bom momento para experimentar atividades que sempre teve vontade de fazer mas que nunca tinha disponibilidade, como aprender uma língua nova, fazer um curso online, aprender um instrumento, escrever, pintar e fazer jardinagem, por exemplo.

4. Mantenha uma alimentação saudável
A alimentação saudável e equilibrada é fundamental na quarentena, pois ajuda a ter mais disposição para realizar as atividades do dia a dia e a fortalecer o sistema imunológico. Por isso, embora possa parecer mais fácil, é importante evitar comidas prontas e doces em excesso durante esse período, investindo em alimentos integrais e que ajudem a fortalecer a imunidade como salmão, sardinha, castanha, carne de vaca e de frango, sementes, espinafre e cenoura, por exemplo

5. Pratique exercício físico diariamente
A prática de atividade física é muito importante durante a quarentena, pois estimula a produção de serotonina, que é o hormônio responsável pela sensação de bem-estar, além de ajudar a combater pensamentos negativos sobre o período que se está vivendo, manter o corpo ativo, aumentar a disposição, diminuir o estresse e fortalecer o sistema imune.

6. Faça atividades relaxantes
Apesar da quarentena ser considerada um momento de isolamento e introspecção, é preciso também incluir no dia a dia atividades que ajudem a relaxar, principalmente se o trabalho que realiza está diretamente relacionado com informação. Por isso, é interessante no fim do dia praticar meditação ou ioga, por exemplo, para ajudar a relaxar e acalmar a mente

Fonte: www.tuasaude.com

Hábitos para manter a saúde mental na quarentena2020-04-27T14:16:44-03:00

Grupo Polar realiza Webinar para esclarecer o impacto das RDCs 304 e 360 no transporte de medicamentos

São Paulo, março de 2020. No próximo dia 15/04, às 10h, o Grupo Polar realizará webinar gratuita para discutir e elucidar as RDCs 304 e 360, publicadas pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), que dispõem sobre Boas Práticas de Distribuição, Armazenagem e Transporte de Medicamentos.

O texto da nova resolução atualiza a então vigente Portaria 802/98 ao alinhar diretrizes para a gestão de qualidade, controle e monitoramento de cargas, logística reversa, além de outros pontos. As medidas trazidas pelas RDCs impactam diretamente os setores farmacêutico, logístico, cold chain e hospitalar, afora outros, e começa a valer a partir de março de 2021.

Segundo a gerente de Desenvolvimento Estratégico em Cold Chain do Grupo Polar, Liana Montemor, a iniciativa discorrerá sobre “o que muda com essas RDCs; quais medidas devem ser tomadas com relação ao transporte e armazenagem de medicamentos; como adequar nossas práticas às novas diretrizes; e também equívocos pontuais corrigidos pela Agência Reguladora.

Muitas pessoas ainda não sabem o que já mudou desde a publicação da RDC, em setembro de 2019, até agora”. Além das dicas e orientações, o evento deve contar com pesquisas interativas com os espectadores.

Em virtude do volume de interessados, o webinar do Grupo Polar ocorrerá em seu canal no Youtube, possibilitando maior número de acessos. Ainda assim, a empresa orienta a realização de cadastro prévio no link https://bit.ly/39XFiJj que possibilitará aos participantes o recebimento da apresentação online gratuitamente.

WEBINAR – RDCS 304 E 360
Data: 15/abr – 10h
Local: Canal do Grupo Polar no Youtube (https://bit.ly/2V6q544)
Cadastro: https://bit.ly/39XFiJj.

Grupo Polar realiza Webinar para esclarecer o impacto das RDCs 304 e 360 no transporte de medicamentos2020-04-14T18:31:37-03:00

Quarentena

Dos casos confirmados no Brasil do novo coronavírus, ou Covid-19 como a doença é conhecida, a recomendação dos médicos especialistas tem sido para que o paciente se recupere em casa.

A medida reforça os dados percebidos em outros países de que, para a maior parte das pessoas infectadas,

a doença tenha sintomas mais brandos – embora entre o público idoso e de pacientes com doenças crônicas, o risco de complicações aumente.

 

O isolamento domiciliar ou a quarentena em casa não significa que a pessoa está liberada para ter uma rotina comum,

e alguns cuidados devem ser tomados para evitar que o vírus se dissemine aos familiares.

O que temos orientado é que a pessoa procure ficar em um ambiente sozinho.

Ou, se ele estiver em um ambiente da casa que precise dividir com outras pessoas, que mantenha uma distância de 1,5 metro a dois metros

Fonte: www.semprefamilia.com.br

Apoio: www.registrodemedicos.com.br.

Quarentena2020-03-30T20:32:05-03:00

Prevenção do coronavírus

Para evitar a proliferação do vírus, o Ministério da Saúde recomenda medidas básicas de higiene, como lavar bem as mãos (dedos, unhas, punho, palma e dorso) com água e sabão,

e, de preferência, utilizar toalhas de papel para secá-las.

Além do sabão, outro produto indicado para higienizar as mãos é o álcool gel, que também serve para limpar objetos como telefones, teclados, cadeiras, maçanetas, etc.

Para a limpeza doméstica recomenda-se a utilização dos produtos usuais,

dando preferência para o uso da água sanitária (em uma solução de uma parte de água sanitária para 9 partes de água) para desinfetar superfícies.

 

Utilizar lenço descartável para higiene nasal é outra medida de prevenção importante.

Deve-se cobrir o nariz e a boca com um lenço de papel quando espirrar ou tossir e jogá-lo no lixo. Também é necessário evitar tocar olhos, nariz e boca sem que as mãos estejam limpas.

Para a higienização das louças e roupas, recomenda-se a utilização de detergentes próprios para cada um dos casos.

Destacando que é importante separar roupas e roupas de cama de pessoas infectadas para que seja feita a higienização à parte.

Caso não haja a possibilidade de fazer a lavagem destas roupas imediatamente, a recomendação é que elas sejam armazenadas em sacos de lixo plástico até que seja possível lavar.

Além disso, as máscaras faciais descartáveis devem ser utilizadas por profissionais da saúde, cuidadores de idosos, mães que estão amamentando e pessoas diagnosticadas com o coronavírus.

Também é importante que as pessoas comprem antecipadamente e tenham em suas residências medicamentos para a redução da febre, controle da tosse, como xaropes e pastilhas, além de medicamentos de uso contínuo.

Produtos de higiene também devem ser comprados e armazenados como uma medida de prevenção.

No caso das crianças, recomenda-se que os pais ou responsáveis, adquiram fraldas e outro produtos em uma maior quantidade para que se evite aglomerações em supermercados e farmácias.

Fonte: www.saude.gov.br

Apoio www.registrodemedicos.com.br.

Prevenção do coronavírus2020-03-30T20:25:39-03:00

Coronavírus: lave sempre as mãos

O que pouca gente imagina, no entanto, é que, para eliminar qualquer vestígio do vírus, é necessário que a lavagem seja realizada de forma correta.

Isso porque o coronavírus é transmitido através de gotículas respiratórias e, de acordo com a infectologista Raquel Muarrek, a estimativa é de que ele pode sobreviver de 2 a 72 horas em superfícies externas.

Desta forma, a higienização das mãos, que são a parte do corpo que mais entra em contato com objetos, precisa ser feita de maneira eficaz e completa.

Para isso, há um passo a passo que deve ser seguido, de acordo com os especialistas.

 

Como lavar as mãos corretamente

“Idealmente, a limpeza deve durar em torno de 20 a 30 segundos”, explica Raquel Muarrek. Segundo ela, ao abrir a torneira, é importante evitar muito contato com a pia.

Ensaboar a palma da mão e o dorso da mão esquerda é o segundo passo. Em seguida, deve-se fazer o mesmo processo na mão direita.

Para limpar melhor toda a região, entrelace os dedos com uma mão sobre a outra e esfregue o dorso com as palmas, em movimentos de vai e vem.

Depois, esfregue um polegar de cada vez.

Assim que fizer isso, cautelosamente, higienize as unhas da mão esquerda com a palma da mão direita e realize o mesmo procedimento com as unhas direitas na outra mão.

Esfregue também o punho esquerdo e, logo depois, o direito.

Fonte: www.minhavida.com.br

Apoio: www.registrodemedicos.com.br.

Coronavírus: lave sempre as mãos2020-03-30T20:20:48-03:00